sexta-feira, 15 de julho de 2011

CONVERTEI-VOS A DEUS, Ó CASA DE ISRAEL!

Isaías 6.5

“Ai de mim! Estou perdido! Pois sou um homem de lábios impuros e vivo no meio de um povo de lábios impuros”.

“...Os meus olhos viram o REI, o Senhor dos Exércitos!”

Nas ultimas quartas-feiras temos ouvido palestras sobre a relação da música e o culto prestado ao Senhor.

Desejei reler o livro do Profeta Isaías para identificar porque ele pronunciou tão enfaticamente o “AI” no cap. 6.5.

Percebi que não se tratava apenas de um momento de arrebatamento emocional por estar no templo prestando um culto ao Senhor com todos os cenários e componentes do culto como registrado no cap. 6.1-8.

Isáias conhecia bem o seu povo... Sabia muito bem quem era os seus compatriotas... E como estavam afastados de Deus... E como eram desobedientes...

1. Narrativa da nação rebelde. Cap. 1
2. Juízo do Senhor por causa da desobediência. Cap. 2:1-22
3. Julgamento de Judá e Jerusalém. Cap. 3
4. Os muitos “Ais” do juízo divino. Cap. 5.8-6.5.
5. Os Planos de Deus não seriam frustrados. Nenhuma nação inimiga poderia interromper os Planos do Senhor: Siria - Cap. 8; Babilônia - Cap. 13; Filesteus - Cap. 14; Moabe - Cap. 15; Etiopia - Cap. 18; Egito - Cap. 19. Etc.
6. Na verdade o Senhor desejou preparar e restaurar o Seu Povo para a chegada do MESSIAS - Cap. 9:6

"Porque um menino nos nasceu: Maravilhos, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Principe da Paz"

7. Missão sobre os ombros do MESSIAS - Cap. 53

Para muitos a revelação da chegada do Messias deu ao Livro do Profeta Isaías, escrito 700 a. C. o Titulo de "O Evangelho do VT".

A CASA DE ISRAEL, HOJE, SOMOS NÓS, OS CRENTES.

Precisamos nos converter ao Senhor!
Converter-se não apenas para salvação mas também para santificação!

O cap. 1 mostra-nos os por quês da desobediência e da falta de atenção.

Um povo rebelde:
1. Criei filhos e os fiz crescer, mas eles se revoltam contra mim. 1:2
2. Os animais obedecem os seus donos. Mas os meus filhos nada sabem, o meu povo nada compreende. 1.3
3. Nação pecadora, povo carregado de iniqüidade! Raça rebelde! 1.4
4. Filhos dados à corrupção! Abandonaram o Senhor desprezaram o Santo de Israel e o rejeitaram. 1.4
5. Da sola do pé à cabeça. Nada são. Estão cheios de feridas. Não querem ser tratados! 1.5-6
6. Os fieis se tornaram em prostituição, assolados pela maldade. 1.21
7. Os lideres se tornaram rebeldes, com lábios cheios de impureza. 1.23
8. Um povo que não atenta para os necessitados... órfãos... viúvas... 1.23

Conseqüências:
1. Vocês terão vergonhas. “Se envergonharão dos carvalhos sagrados que tanto apreciam; ficarão decepcionados com os jardins sagrados que escolheram”. 1.29
2. Vocês serão: “Como um jardim que a folhas caíram e as águas secaram” 1.30.
3. Suas obras? “Serão como estopa e com uma fagulha serão queimadas” 1.31.
4. Oferecem cultos que não agradam ao Senhor. “Para que me oferecem tantas ofertas e cultos? Pergunta o Senhor. ‘PARA MIM CHEGA DE CULTOS SEM VIDA SANTA’. Não tenho nenhum prazer! Quando vocês vêm à minha presença! Parem de trazer ofertas inúteis. O vosso incenso é repugnante para mim”. 1.11-14
5. Orações não serão ouvidas pelo Senhor. “Quando vocês estenderem as mãos em oração, esconderei de vocês os meus olhos; mesmo que multipliquem as suas orações não escutarei! Porque vocês estão cheios de pecados” 1.15

Apelo do Senhor – reflexão e decisão:
1. Remover as obras más – “Lavem-se! Limpe-se! Removam suas más obras para longe da minha vista! Parem de Fazer o mal!” 1.16
2. Aprender a fazer o bem – “Aprendam a fazer o bem! Busquem a justiça, acabem com a opressão. Lutem pelos que têm necessidades!” 1.17
3. Refletir para decidir – “Embora os seus pecados sejam vermelhos como escarlate, eles se tornarão brancos como a neve; embora sejam rubros como púrpura, como a lã se tornarão. Se vocês estiverem dispostos a obedecerem, comerão os melhores frutos desta terra”. 1.18 e 19.

Juízo para os que rejeitam:
1. “Mas, se resistirem e se rebelarem serão devorados pela espada. Pois o Senhor é quem fala”. 1.20
2. “O Senhor dos exércitos logo irá retirar de Jerusalém e Judá todo o seu sustento, tanto o suprimento de comida como o suprimento de água”. 3.1
3. “Naqueles dias Israel será trevas, cheia de aflições e obscurecida pelas nuvens escuras” 5.30

Mas o Senhor consagra e convoca homens e mulheres, fieis para ser instrumento do testemunho da restauração de Israel – Isaías 6:1-8

O texto de Isaías nos ajuda:
1. Reconhecer nossa humanidade. “Sou um homem”. 6.5
2. Reconhecer os nossos pecados. “Ai de mim que estou perdido”. 6.5
3. Confessar os nossos pecados. “Tenho lábios impuros”. 6.5
4. Reconhecer que a purificação só é possível após o arrependimento. 6. 5 e 6
5. Permitir que o Senhor opere a purificação. “Veja, isto tocou os seus lábios, por isso, a sua culpa será removida, e o seu pecado será perdoado”. 6.6
6. Ouvir quando Deus está falando. “Quem enviarei?” 6.8
7. Tomar a decisão certa. “Eis-me aqui. Envia-me!” 6.8.
8. Entender a missão. “O Senhor disse: “Vá, e diga a este povo...”

A missão de todo o crente e servir ao Senhor.
Fazer a boa obra com vida santa.
Lábios purificados, ações que são testemunho da sua fé.

E a mensagem que temos para pregar é essa:
- A virgem deu a luz a um filho e o seu nome é EMANUEL que significa: “Deus conosco” 7:14

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bem vindo ao Blog!
Fique a vontade para comentar!