quarta-feira, 7 de novembro de 2012

PARA QUE SEJAM PERFEITOS EM UNIDADE

João 17:20-23

20. Minha oração não é apenas por eles. Rogo também por aqueles que crerão em mim, por meio da mensagem deles, 21. para que todos sejam um, Pai, como tu estás em mim e eu em ti. Que eles também estejam em nós, para que o mundo creia que tu me enviaste. 22. Dei-lhes a glória que me deste, para que eles sejam um, assim como nós somos um: 23. eu neles e tu em mim. Que eles sejam levados à plena unidade, para que o mundo saiba que tu me enviaste, e os amaste como igualmente me amaste. (NVI).

Bom lembrar que no momento em que Jesus profere esta oração aproximava-se o dia da sua crucificação, daí Ele usou este tempo para preparar os seus discípulos para enfrentar esta separação.

Os versos 20 a 23 são parte da oração de Jesus pelos seus discípulos, é chamada também de Oração Sacerdotal. Nestes versos é notória a oração de Jesus em favor dos seus futuros discípulos: “Minha oração não é apenas por eles. Rogo também por aqueles que crerão em mim, por meio da mensagem deles”, Verso 20.

A intenção de Jesus era promover a unidade entre os seus discípulos e encorajá-los a perseverar no fortalecimento e aperfeiçoamento do relacionamento em buscar da unidade plena: “Para que sejam perfeitos em unidade” v.23 (RCIBB).

1. O modelo da unidade que Jesus deseja para os seus discípulos:

“Para que todos sejam um, Pai, como tu estás em mim e eu em ti. Que eles também estejam em nós, para que o mundo creia que tu me enviaste. Dei-lhes a glória que me deste, para que eles sejam um, assim como nós somos um”. João 17:21-22

2. Cada membro do corpo contribui com a sua parte:

“Ora, assim como o corpo é uma unidade, embora tenha muitos membros, e todos os membros, mesmo sendo muitos, formam um só corpo, assim também com respeito a Cristo”.1 Coríntios 12:12

Assim, há muitos membros, mas um só corpo.

O olho não pode dizer à mão: Não preciso de você! Nem a cabeça pode dizer aos pés: Não preciso de vocês! Pelo contrário, os membros do corpo que parecem mais fracos são indispensáveis, e os membros que pensamos serem menos honrosos, tratamos com especial honra. E os membros que em nós são indecorosos são tratados com decoro especial, enquanto os que em nós são decorosos não precisam ser tratados de maneira especial. Mas Deus estruturou o corpo dando maior honra aos membros que dela tinham falta, a fim de que não haja divisão no corpo, mas, sim, que todos os membros tenham igual cuidado uns pelos outros”. 1 Coríntios 12:20-25

3. Cada membro do corpo se importa como outro:

“Quando um membro sofre, todos os outros sofrem com ele; quando um membro é honrado, todos os outros se alegram com ele. Ora, vocês são o corpo de Cristo, e cada um de vocês, individualmente, é membro desse corpo”. 1 Coríntios 12:26-27

4. Cada membro cuidando em observar hábitos que fortalecem a unidade:

“Se há, pois, alguma exortação em Cristo, se há alguma consolação de amor, se há alguma comunhão do Espírito, se há alguma misericórdia e compaixão”. Filipenses 2:1 (SBB)


        

  Palavras do
  Texto
  (Fp. 2.1)

 Hábitos a serem cultivados na igreja

Exortação

Os crentes precisam desenvolver o hábito de instruir e encorajar uns aos outros (motivação - NVI).

Consolação

Os crentes precisam desenvolver o hábito de se relacionar uns com os outros, para conforto mútuo.

Comunhão

Os crentes precisam desenvolver o hábito de participar das reuniões e de trabalhar juntos, cooperando em tudo.

Misericórdia

Os crentes precisam desenvolver o hábito de interessar uns pelos outros, percebendo-lhes as necessidades e agindo com compaixão e amor para ajudar os que passam por crises e dificuldades.
Fonte tabela: Revista Palavra e Vida 4T2012. Lição 6 “Construam e protejam a unidade da igreja”. Pr. Lécio Dornas (Produção da Convenção Batista Fluminense).


5. Cada membro cuidando para que áreas das suas relações com os irmãos na igreja possam ser firmadas:

“Completai o meu gozo, de modo que tenhais o mesmo sentimento, tendo o mesmo amor, acordes no mesmo espírito, cuidando numa só coisa”. Filipenses 2:2

Na lição nº 6 da revista Palavra e Vida (4T2012); da Convenção Batista Fluminense para Escola Dominical o autor destacou no estudo áreas de ação que fortalecem a unidade da igreja, que resumidamente compartilho aqui:

- Unidade no pensar – Não significa concordar em tudo, mas viver em consenso. Querendo o melhor para todos. Não significa uniformidade, mas respeitando as individualidades, significa que todos os membros da igreja estão empenhados no cumprimento da sua missão “Tudo em comum”.

- Unidade no sentir – A igreja precisa gerar sentimentos positivos, capazes de unir todos os membros em torno de seus propósitos eternos. Assim, a harmonia no sentir ajuda a edificar a unidade da igreja.

- Unidade no Agir – A igreja não pode ficar estacionada na reflexão ou na apreciação emocional, precisa partir para a ação. Uma igreja que planeja unida e que está possuída pelo mesmo sentimento, não pode agir em desarmonia ou sem união. É na hora de agir que a igreja dá o seu testemunho público de unidade.

Paulo diz no texto “Tendo o mesmo amor” Filipenses 2:2. É esse amor que expressamos em ação que promove a unidade da igreja de Jesus Cristo na terra até que Ele venha!

Antes, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo. Do qual todo o corpo, bem ajustado, e ligado pelo auxílio de todas as juntas, segundo a justa operação de cada parte, faz o aumento do corpo, para sua edificação em amor”. Efésios 4:15-16
APLICAÇÃO

Estas são as razões porque Jesus na sua oração rogou ao Pai Que eles sejam levados à plena unidade” João 17:23.

Os ensinos de Paulo ao escrever aos Coríntios capitulo12 e aos Filipenses capitulo 2; corroboram com a oração de Jesus que desejou a Plenitude da Unidade da Sua Igreja.

Um corpo age em unidade através de seus membros assim é a igreja “O Corpo de Cristo” e nós somos os seus membros em particular.

Cada um de nós membros da igreja devemos ser os primeiros a desejarem que haja unidade na igreja daí a aplicação dos ensinos de Paulo ao Filipenses, através de hábitos importantes e ações relevantes a Unidade da Igreja será uma realidade:

- Instruir; guiar; encorajar uns aos outros na igreja. Confortar uns aos outros. Participar, trabalhar, cooperar estar em comunhão uns com os outros. Ajudar, mostrar interesse pelos irmãos que necessitam de atenção. São hábitos que precisam ser desenvolvidos entre os irmãos na igreja.

- Unidade no pensar, no sentir e no agir. São ações que dão sentido à unidade que deve ser mantida e testemunhada ao mundo através da igreja.
Pr. Ozéas Dias Gomes
Fonte: Revisa Palavra e Vida - CBF (4T2012).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bem vindo ao Blog!
Fique a vontade para comentar!